Historial


A Ordem dos Farmacêuticos, de que faz parte integrante a Secção Regional do Norte foi criada pelo Decreto-Lei n.º 334 de 23 de Agosto de 1972. Até esta data a instituição que precedeu a Ordem dos Farmacêuticos (Secção Regional do Norte), chamava-se Sindicato Nacional dos Farmacêuticos – Secção Distrital do Porto, que já existia, pelo menos, desde 4 de Março de 1938, data que corresponde à primeira das atas disponíveis. Pela consulta do livro de atas da Assembleia Geral, constatamos que o Sindicato Nacional dos Farmacêuticos – Secção Distrital do Porto, funcionou sucessivamente na Rua do Paraíso, nº 217-2º, na Avenida dos Aliados, n.º 162-1º Dir. e na Rua Formosa, nº 213-1º.

Em Maio de 1973, já com a designação de Secção Regional do Porto da Ordem dos Farmacêuticos, a sede funcionava na Rua de Cedofeita, nº 347-1º Esq.. A vida associativa, quer do Sindicato, quer da Ordem dos Farmacêuticos, decorreu sem grandes atribulações até 25 de Abril de 1974, data da chamada “Revolução dos Cravos”. A partir desta data, a vida da Ordem dos Farmacêuticos e, concomitantemente, da Secção Regional do Porto, conheceu, tal como outras instituições e o próprio País, um período de turbulência, que levou inclusivamente à demissão/destituição, em Assembleia Plenária realizada em Lisboa, de todos os corpos diretivos da Ordem, surgindo em sua substituição uma Comissão Diretiva Provisória, a que correspondia, a nível regional, a Comissão Diretiva Provisória dos Farmacêuticos do Norte. Durante os anos que se seguiram, o organismo que congrega todos os farmacêuticos do Norte, funcionou com a designação de Secção Regional do Porto da Associação Profissional de Farmacêuticos.

A partir de 1976 foi retomada a antiga designação, passando a constar nas atas o nome “Secção Regional do Porto da Ordem dos Farmacêuticos”. Desde 2015, no entanto, de acordo com a redação dada pela Lei nº 131/2015, de 4 de setembro, passou a designar-se Secção Regional do Norte da Ordem dos Farmacêuticos. Dado que o sucesso ou o insucesso das instituições são produto dos membros que deles fazem parte, será bom recordar alguns nomes que se destacaram ao longo dos anos de existência da Secção Distrital do Porto do Sindicato Nacional dos Farmacêuticos e da Secção Regional do Porto da Ordem dos Farmacêuticos, sua legítima herdeira.

Consultando o livro de atas das assembleias gerais referentes ao período de vigência do Sindicato, surgem-nos com alguma frequência entre outros, encabeçando os órgãos diretivos, os seguintes nomes: Arnaldo José Ferreira da Costa, Prof. Doutor José Ferreira do Vale Serrano, Prof. Doutor Luís Vasco Nogueira Brito, Prof. Doutor Joaquim António de Barros Polónia, Prof. Doutor Rui Manuel Ramos Morgado e o Prof. Doutor Alfredo Ribeiro Guimarães de Amaral e Albuquerque. Nas décadas de 80 e 90 do século passado, a Secção Regional do Porto, tal como as restantes secções regionais e a própria Ordem dos Farmacêuticos, como organismo coordenador e representativo da classe, conheceu um período dourado de afirmação e de consolidação do seu prestígio, no seio da sociedade portuguesa.

Nesse período foi adquirido, em 26 de Dezembro de 1988, do edifício onde está instalada atualmente a sede da Secção Regional (Rua António Cândido, n.º154), o qual, após várias intervenções e obras de adaptação passou a constituir um espaço funcional, confortável e digno, que nos honra a todos. No ano de 2015, ao abrigo do acordo estabelecido com o Município do Porto, procedeu-se à construção do novo edifício visando a ampliação das instalações do atual edifício sede. Com a construção deste edifício a Secção Regional do Norte da Ordem dos Farmacêuticos fica dotada de um instrumento privilegiado de apoio administrativo aos seus associados, bem como, permite um melhor e mais profícuo estabelecimento de pontes de ligação e de proximidade com a comunidade onde está inserida, constituindo um cluster para a dinamização, interpretação e desenvolvimento das ciências farmacêuticas.

No período correspondente à vigência da Secção Regional do Porto, sobretudo no pós 25 de Abril, foram várias as direções que presidiram aos destinos deste organismo, tendo sido lideradas até ao momento pelos Prof. Doutor Alfredo Amaral Albuquerque, Dr. Álvaro Agante, Dr. Rocha e Costa, Dr. Gomes Carneiro, Dr. Ramiro Martins, Dr. Jorge Nunes de Oliveira, Dr. José Mingocho e o Prof. Doutor Franklim Marques. O presente mandato é liderado pelo Prof. Doutor Franklim Marques.